sexta-feira, 16 de maio de 2014

"whispers in the powder room"

(escrito ao som de Teardrops, Crystalized e Shelter - The XX)


você vê, larguei Irmãos Karamazov de novo e fui ler Madame Bovary, contradizendo todo o meu plano literário que contei pra ti dia desses, eu sei. acho que só por ter feito um plano, fiquei nervosa, e fui fazer do meu jeito -
eu sei que é idiota desobedecer a ordem que eu tento me impor, mas sei lá, você sabe como eu sou, controle demais me apavora. queria estar escrevendo num bloco de notas mas não acho nada nesse windows 8 maldito, larguei a faculdade e não passo dos dois artigos lidos inteiros do Observatório Imprensa: às vezes fico me perguntando se eu fico mais forte ou mais frágil a cada ano que passa. sei lá. acho que os dois. de qualquer forma, eu continuo manchando minhas roupas na máquina de lavar, continuo decepcionantemente catastrófica -
e os meus telefonemas no meio da noite, ah, não quero entrar no mérito: meu maior cansaço é sobre continuar me magoando com o soco que eu sei que vou levar. então vai ver que tudo isso aqui se trate do quanto eu cresci e mesmo assim continuo lá com os meus 13 anos de idade. e decepcionantemente catastrófica: ah meu amor, a vontade que eu tinha era pegar uma navalha e recortar todos esses resquícios da minha personalidade -
e resquícios, aqui no caso, se tratando de um enorme eufemismo. sei lá. acho que enquanto eu não vou logo pra um terapeuta falar desses traumas de sempre, eu fico aqui, me confortando com a tua voz no meio da noite só dizendo que me ama e falando pra eu ir dormir.

porque você sabe, só depois que você pede é que eu paro de pensar nisso tudo e realmente vou dormir.

2 comentários:

Marcelo R. Rezende disse...

Lembrou tanta coisa dos meus últimos anos. Doeu bastante.

António Jesus Batalha disse...

Blog encantador,gostei do que vi e li,e desde já lhe dou os parabéns,
também agradeço por partilhar o seu saber, se achar que merece a pena visitar o Peregrino E Servo,também se desejar faça parte dos meus amigos virtuais faça-o de maneira a que possa encontrar o seu blog,para que possa seguir também o seu blog. Paz.
António Batalha.