terça-feira, 22 de junho de 2010

você virá quando ?!

vem; acabe com o meu tédio, satisfaça minhas vontades, cure meu desespero. vem. destrua minha frieza, faça-me engolir cada contradição que digo, sussurre em meus ouvidos que me ama com aquela voz arrastada que só você tem. só venha, despreze meus chiliques, abrace minhas lágrimas, desapareça com o meu sofrimento. eu te amo para sempre e eu sei que eu não chego aos pés da sua mediocridade; eu faria qualquer coisa por você, só minta e diga que existe a recíproca.

Um comentário:

evelyn. disse...

Não me ame, só satisfaça minha necessidade de você; quem pode amar aqui sou eu.